sexta-feira, 13 de outubro de 2017

MITOLOGIA NÓRDICA


É muito legal descobrir como os eventos da natureza eram explicados pelos povos de antigamente. Mitologia grega, egípcia, e principalmente a nórdica. No livro Mitologia Nórdica, o famoso escritos Neil Gaiman nos conta as mais famosas histórias que envolvem os deuses dos vikings, em especial o famoso trio Odin, ThorLoki. E o autor não só é perito no assunto como já demonstrou amar esses personagens, utilizando-os em sua obra prima em quadrinhos Sandman, onde no arco de histórias Estação das Brumas vemos ThorLoki como eles realmente são demonstrados nas antigas lendas e cantigas, muitas delas já esquecidas é bem diferente do que é mostrado nos quadrinhos e filmes da Marvel Não que os personagens criados por Kirby e Lee sejam ruins, pelo contrário, são geniais é uma forma interessante de mostrar esses deuses como personagens do universo heroico, mas é imprescindível conhecermos essa mitologia como ela realmente é, e Gaiman é muito feliz em sua escrita. 


Como ele bem relata no começo do livro, durante a leitura você se imagina num dia frio, numa cabana rústica em frente a lareira, com a neve caindo e saboreando uma bebida quente enquanto escuta histórias antigas sobre um mundo que pode existir, que envolvam os deuses asgardianos, que surgiram na Alemanha, se espalhando pela Escandinávia até os territórios dominados pelos navegadores vikings. Mas segundo Gaiman, muito pouco sobreviveu dessas antigas histórias, como se as únicas histórias que conhecêssemos de toda a mitologia grega fossem os feitos de Teseu e Hércules. Uma perda lastimável, e o pouco que sobreviveu foi mantido para que pudessem se compreender algumas figuras de linguagens utilizadas em poemas antigos. Mas corajosamente lá está Gaiman esmiuçando esses mitos e nos abrindo a mente com antigas histórias que não se perderão jamais. 

Tal qual a Bíblia ou o Silmarillion de Tolkien, o livro começa com sua gêneseiniciada com um mundo feito de névoa, onde ficava Nilfheim, o mundo escuro e frio e Muspell o mundo do fogo governado pelo gigante Surt com sua espada flamejante, também logo no início já se fica definido o fim desses mundos, o Ragnarök, tão aguardado por Surt. Nesse início descobrimos como o universo é formado, com a união do gelo e do fogo, com o nascimento de Ymir, o ancestral dos gigantes, até o nascimento de Odin e a criação dos diversos reinos que compõe Yggdrasill, a árvore da vida. Asgard, a terra dos deuses, Bifrost, a ponte arco-íris, Midgard, o mundo que habitamos, Jötunhein, o lar dos gigantes, entre outros. 


Parece que quase todas as histórias, pelo menos as que conhecemos, gira em torno de Odin, ThorLoki, de maneira direta ou indireta.  Sabemos como Odin ajudou a criar o mundo ao se tornar o deus soberano de Asgardcomo e por que ele perdeu o olho e o motivo de alguns dos vários nomes de que ele é conhecido, como exemplo o Deus da ForcaThor é muito diferente do personagem loiro e inteligente da Marvel, na realidade sendo mais um deus não muito inteligente, bruto e que resolve seus problemas com os punhos, além de ser barbudo e ruivo. Loki é o deus mais interessante, causador de problemas, num misto de amor e ódio com os próprios deuses, sendo conhecido como o deus das trapaças, já foi causador de grandes contendas e estragos, mas também de grandes feitos reparatórios que trouxeram muitos prêmios para os deuses, como Mjolnir, o martelo de ThorA história de seu nascimento, o motivo de ser considerado um irmão para Odin, não filho, e a história de seus três filhos monstruosos, a serpente gigantesca Jörmungund – capaz de dar a volta no mundo, sua filha Hela protetora do mundo dos mortos, e Fenrir – o poderoso lobo que deu medo no próprio Odin, serão peças fundamentais no Ragnarök, o apocalipse dos deuses. 


Quase todas as histórias têm os gigantes de Jötunheim como antagonistas, sendo ludibriados ou em batalhas. Os anões de dos mundos subterrâneos são retratados como seres capazes de criar objetos maravilhosos e joias fantásticas, como Skidbladnir, o grande navio que pode ser dobrado como pano é guardado no bolso. Os demais deuses também recebem tratamento especial, como Balder, os irmãos FreyFreyaa mulher de OdinFrigga, os deuses TyrHeimdall, entre outros. São histórias que não ficam devendo em nada para as famosas lendas gregas.  




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...