sexta-feira, 6 de outubro de 2017

A MALDIÇÃO DO SUPERMAN


Existem produções cinematográficas possuem histórias curiosas em seus bastidores, algumas envolvendo maldições. Em O exorcista, várias mortes e acidentes rondaram o set de filmagem e o futuro dos participantes. Já em Apocalipse Now, dezenas de acontecimentos quase fizeram o filme acabar. Se foi má sorte, energia ruim ou apenas fatos exagerados não saberemos, mas um personagem de HQs que vem recebendo por um tempo a fama de amaldiçoado nos cinemas é o ilustre Superman. Percebe-se que tudo começou com o trágico e triste acidente com o ator Christopher Reeve, e vários conspiradores de plantão esmiuçaram a história cinematográfica do personagem e encontraram fatos curiosos.

Não vou entrar em detalhes de atores que   nunca foram lembrados após interpretar o herói kriptoniano, afinal de contas é um personagem muito marcante e impossível de ser desvinculado de sua imagem, como Christopher Reeve por exemplo. Como já temos uma postagem sobre o filme Superman de 1978 (aqui), vale à pena ressaltar que o ator fez muitos outros filmes, mas nunca com o mesmo êxito do homem de aço. Em 1995 tivemos a notícia de que após uma queda de seu cavalo ele fraturou duas vértebras no pescoço e a coluna vertebral, o deixando tetraplégico. Com o apoio da família e amigos, entre eles o ator Robin Williams, ele seguiu em frente, sendo também um herói na vida real, criando uma fundação que leva seu nome, especializada em paralisia, e foi um dos maiores motivadores da utilização das células tronco para mudar a vida das pessoas com deficiência. Faleceu em 2004, não sem antes fazer alguns trabalhos no cinema, TV e ainda escreveu dois livros.


Mas outro Superman também teve um fim trágico envolto em mistérios décadas antes. George Reeves (sobrenome parecido por pura coincidência - ou não - vai saber), interpretou o alterego do repórter Clark Kent na série para a TV de 1952 a 1957. Antes disso ele foi pugilista, músico, atuou no filme E o vento levou, tornou-se sargento na Força Aérea Americana durante a Segunda Guerra, mas foi como o carismático Superman que ele conseguiu fama mundial. Após fazer o papel do herói no filme Super Homem e os homens toupeiras de 1951, a série seguiu adiante com seu protagonismo até 1957.  Estigmatizado como qualquer ator que interpreta o herói de uniforme azul e capa vermelha, talvez tenha ficado deprimido quando os convites para novos trabalhos ficaram mais raros. O fato é que em 1959 a polícia foi chamada à sua casa em Bervely Hills após um disparo ser ouvido em seu quarto e ele ser encontrado já sem vida. As autoridades atestaram suicídio.


Mas novos fatos foram incorporando mistério à essa morte. George se casaria dali a poucos dias, tinha acabado de terminar um romance com sua amante que ainda o amava e que era casada com um executivo da MGM estúdios e várias pessoas que o conheciam atestaram que o ator nunca se mataria. Segundo alguns relatos, até hoje a casa de George é assombrada, onde algumas pessoas dizem ter visto o ator vestido de Superman no quarto em que dormia. Loucura ou não, esse foi o pano de fundo para o filme Hollywoodland de 2006, onde Ben Affleck interpreta George Reeves e um detetive tenta desvendar o mistério de sua morte.


E as maldições continuaram, não apenas com os protagonistas que vestiram o uniforme com S no peito, mas também os coadjuvantes, como a Lois Lane do filme de 1978, Margaret Kidder que sofreu um acidente de carro em 1990 ficando dois anos impossibilitada de trabalhar e em 1998 foi diagnosticada com problemas neuróticos e depressivos. Já o ator e comediante Richard Pryor, que foi o vilão no fraco Superman III de 1983, começou a sofrer de esclerose múltipla em 1986 e só foi piorando até sua morte em 2005. Mas convenhamos que muitos outros trabalhos que tenham Superman como foco nunca tiveram problemas (até um conspirólogo descobrir alguma coisa). De fato, Superman é um dos personagens que mais foi trazido à outras mídias fora dos quadrinhos e é de se esperar que hajam mais acontecimentos com pessoas que tenham trabalhado em seus projetos do que outros heróis, devido a quantidade. Agora é rezar para Henry Cavill não sofrer nenhum arranhão em sua carreira. Vida longa ao Superman.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...