sexta-feira, 21 de julho de 2017

CASTLEVANIA


Um dos melhores games inspirados na lenda de Drácula, Castlevania tem uma história muito rica que pode render várias temporadas para essa animação que começou tímida, apenas com quatro episódios, mas foi muito bem recebida pelo público. Parece ter sido um teste do Netflix, mas uma segunda temporada já está em trabalho e o sucesso do desenho, inspirado em anime, foi muito grande. Para os fãs do game trata-se da melhor adaptação feita para um jogo, e quem não conhece ou já ouviu falar, mas nunca jogou, após assistir os quatro episódios ficará com vontade. Mesmo sendo rapidamente assistido e não dando tempo para que possamos absorver os acontecimentos como deveria, impossibilitando os personagens se desenvolverem e criando um vínculo maior com o telespectador, deixa aquela vontade de "quero mais", tão importante para gerar ansiedade pelo o que está por vir.


Vlad Tepes, o empalador, conhecido como Drácula, vive recluso em seu castelo, menosprezando a humanidade. Um dia recebe a visita de uma mulher, Lisa, querendo saber dos segredos de seu castelo e sua vida. Num primeiro momento acha estranho, mas depois percebe que não é uma mulher qualquer e se apaixona por ela a ponto de seguir seus conselhos e trabalhar dentro de si uma maneira de se abrir com a humanidade, começando por compartilhar com o mundo toda a ciência e tecnologia guardado em seu evitado castelo. Mas a humanidade não estava preparada para tanto e aproveitando uma viagem de Drácula pela terra dos homens para adquirir autoconhecimento, a Igreja Católica condena Lisa por bruxaria e a queima numa fogueira em praça pública. Ao saber do ocorrido Vlad Tepes retorna, mostrando todo o seu poder e promete destruir toda a Wallachia, trazendo sofrimento para um povo que não merecia o amor de sua amada. Mas em respeito a ela, concede um ano para que fujam e se escondem, enquanto ele prepara seu exercício de demônios.

Após um ano, o povo de Wallachia está desacreditado da ameaça de Drácula e confiante na força dos bispos da igreja. Mas o dia chega e uma horda de demônios invada a região, matando todos que encontram pela frente, numa onda de sangue e medo, fazendo o nome de Drácula ser término em todos os cantos. Ninguém está a salvo, a igreja não sabe como conter o vampiro e seus demônios, bebês estão sendo exterminador aos montes, pilhas de corpos são empilhadas, fome, peste e praga assolam a Europa, e infelizmente a família Belmont, conhecida por ser caçadora de monstros e crias do inferno, foi excomungada pela igreja, restando apenas Trevor Belmont, desiludido e desacreditado, para tentar ajudar a humanidade a se restabelecer.


Com diversas continuações, a história escolhida para a animação é a do game Castlevania 3: Dracula's Curse, desenvolvido pela Konami e lançado em 1990, que tem Trevor como protagonista. Ele está longe de ser o herói que tantos desejam, é um beberrão que tenta não se envolver nos problemas de Wallachia, mas nunca consegue, e dá um toque de humor à história. Já Drácula tem todo o primeiro episódio para si, explicando suas motivações e não sendo encarado como um vilão sanguinário que mata sem motivo. Há quem concordará com sua vingança. O personagem Alucard, filho de Lisa e Vlad Tepes, não poderia faltar e é sua presença que mais gera ansiedade para vermos as temporadas que virão. Na produção temos nomes conhecidos, como de Warren Ellis que adaptou a história e Richard Armitage, que em presta sua voz ao Drácula. Um desenho que vale a pena assistir.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...