quinta-feira, 29 de junho de 2017

GOLIATH


Goliath é uma série que surpreende a cada capítulo. A Amazon está disponibilizando e produzindo séries muito boas, e Goliath, protagonizada por Billy Bob Thornton é uma delas. O interessante nessa série é que ela aparenta ser uma coisa, mas dá uma chacoalhada no telespectador, criando uma reviravolta inesperada na história. A cada episódio você fica mais envolvido, o personagem principal tem vários defeitos, mas te deixa na torcida e a expectativa gerada na trama é muito grande. O enredo pode atrair quem gosta de séries de investigação e mistério, tribunal, jogos de poder e de homens obstinados a combater grandes corporações, tendo um exército de problemas pela frente.

Bob interpreta Billie McBride um célebre advogado que caiu em decadência, vive entre bares e as praias da Califórnia, e abusa do charme e empatia que possui para levar mulheres para a cama. A antiga firma de advocacia que ele fundou, a Cooperman McBride, e que não faz mais parte, é considerada uma das maiores do país, onde sua ex-mulher ainda trabalha. Seu misterioso antigo sócio Donald Cooperman (William Hurt), nutre por McBride um ódio muito grande, que naturalmente é recíproco. Quando a irmã de um pescador que morreu em alto mar solicita seus serviços de advocacia, Billie vê uma chance de voltar aos holofotes e confrontar sua antiga firma.


Ele foi procurado por Rachel para provar que o irmão não cometera suicídio explodindo o barco em que estava. Como a empresa de seguro facilitou a indenização e ela duvidava que o irmão tiraria a própria vida, ela decide procurar o advogado que fazia parte da firma de advogados que agiu para encobrir e finalizar todo o assunto da morte do seu irmão. No começo Billie tenta não se envolver, seu tempo de fama como advogado de primeira linha já havia passado, mas quanto mais ele se embrenha no assunto, mais ele se envolve em algo estranho e perigoso.

Começa a ser perseguido, recebe vários recados de advertência para não se intrometer no assunto, sofre abusos de autoridade, seu carro passa por diversos ataques, até consequentemente algo mais pesado ocorrer. Mas esses fatos só o fazem intensificar suas buscas por provas e sua vontade de descobrir a verdade, mesmo ele estando do lado mais fraco. Esse teor de investigação e perigo que permeiam a trama é o grande diferencial dessa série, que pode se tornar viciante. Em muitos momentos ficamos com raiva de tantos personagens arrogantes e estúpidos, que nos dá vontade de sempre manter distância desse meio.


Sentimos aquele apreço pelo personagem de Thornton por vários motivos. Ele está buscando uma nova chance de ser o advogado que era antes, talvez ainda melhor, podendo escolher um novo caminho bem diferente daquele que o fez ser expulso por má conduta da equipe que ele ajudou a fundar. Ficamos do seu lado por ele estar lutando contra algo maior, e sofrer as consequências disso. Talvez pela primeira vez ele esteja lutando por algo que valha a pena, algo que lhe dê mais honra do que dinheiro. Mas nesse mundo há objetivos conflitantes nem tão honrados assim. Assista essa série e não se arrependerá.