quarta-feira, 19 de abril de 2017

ODISSEIA CÓSMICA

Resultado de imagem para odisseia cosmica

Desde que Darkseid foi criado, em 1970, por Jack Kirby, o personagem vem sendo utilizado como um vilão superpoderoso escolhido em tramas que exijam o trabalho em conjunto da Liga da Justiça para enfrenta-lo. E mesmo sendo uma criação de peso, Kirby ainda extravasou sua imaginação enriquecendo o universo do vilão com várias particularidades, como o surgimento dos Novos Deuses, a tecnologia do quarto mundo, caixa materna, tubo de explosão e assim por diante. Não podemos esquecer que esse mundo foi copiado e utilizado em outras mídias. Darth Vader de Star Wars escolheu seguir justamente o lado negro da força, no original Dark Side e Jin Starling criou uma versão para a Marvel, que também fez muito sucesso e fará ainda mais com os futuros filmes dos Vingadores, o Thanos.

Resultado de imagem para odisseia cosmica

Conforme citado na postagem da Teoriado filme Liga da Justiça, após o Ragnarok, que trouxe a queda dos deuses das lendas antigas, surgiram dois planetas, Apokolipse, governado pelo impiedoso Darkseid , e Nova Gênese, liderada pelo sábio Pai Celestial. Nem a troca dos filhos dos dois governantes selaram a paz entre os mundos. São seres imortais e poderosos que se intitulam deuses e possuem uma tecnologia avançada capaz de criar os tubos de explosões, artefatos utilizados para locomoção no espaço e capaz de tira-los da dimensão em que se encontram. Himon, um dos poucos deuses bons de Apokolipse, criou as caixas maternas, que tem um conceito diferente do que foi informado na postagem da Teoria. Nos quadrinhos elas funcionam mais como um aparato tecnológico que se une a cada humano que à utiliza, tendo diversas utilidades, como regeneração, fonte de informação e etc. Já Metron, de Nova Gênese, sempre em busca de sabedoria e conhecimento, e alheio aos mundos que o cerca, busca decifrar a equação Antivida, fonte de poder imensurável, que se torna uma obsessão para Darkseid .

Em muitas HQs essa busca pela equação gerou guerras, mortes, conflitos com o Superman e a Liga da Justiça, entre outras batalhas. Desvendando a equação, Darkseid poderia moldar um universo à sua maneira. Em muitos anos essa busca rendeu histórias para a DC. Mas o que aconteceria se a equação fosse enfim descoberta. Em 1988 Jin Starling, que criou Thanos anos antes, escreveu a bela história Odisseia Cósmica, em quatro partes, com a linda arte de Mike Mignolla, criador de Hellboy, (e se você é fã do desenhista, não perca essa HQ, que demonstra como sua arte não se atém ao mórbido e lovecraftiano mundo do demônio vermelho), e nessa história Equação Antivida é realmente revelada.


Metron enfim consegue desvendar a equação, mas se dá conta que ela é um ser vivo que não pode ser controlado, e para existir ela deve destruir nosso universo, uma vez que ela é de uma matéria inversa. Sem poder estar em nosso universo, seus espectros invadem os quatro planetas que destruídos poderiam desencadear um transtorno cósmico que alterariam as leis da física, e dando uma chance para a entidade agir.  O Pai CelestialDarkseid se unem para tentar conter a entidade, pedindo a ajuda da Liga da Justiça. A escolha dos heróis é bem interessante, onde eles se dividem em duplas e se direcionam a cada planeta para impedir que sejam destruídos com ogivas do juízo final. Batman e Forrageador, um personagem tido como sub-raça em Nova Genesis, se unem para encontrar essa bomba relógio no planeta Terra, Superman e Orion, filho renegado de Darkseid , partem para Thanagar, planeta natal da Mulher Gavião. Estelar dos Titãs e Magtron, filho do Pai Celestial são direcionados a Rann, onde encontram outro personagem obscuro da DC, Adam Strange. O último planeta fica sob a responsabilidade de John JonesCaçador de Marte, e o Lanterna Verde John Stewart. Mas Darkseid não revela todo o plano, que engloba até o demônio Etrigan.

A história tem muita ação, desdobramentos, cada dupla mostra o que possuem de melhor e o que tem de pior. Starling une uma aventura cósmica com conceitos mágicos e fantasiosos. Dr. Destino e o Demônio Etrigan participam das ações, sendo peças fundamentais para o desfecho. O Lanterna Verde John Stewart passa por uma aprovação que ele nunca mais esquecerá em sua vida, Batman e Forrageador formam uma dupla memorável e ao mesmo tempo percebemos que a noção de deuses é realmente muito complicada e incerta. Sabendo que Darkseid é o maior vilão da DC, você fica lendo e aguardando ele mostrar suas reais intensões. Uma HQ imperdível para os fãs da DC. E da Marvel também.