sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

SIEGFRIED

Resultado de imagem para siegfried hq

Siegfried de Alex Alice pode muito bem ser transformado em filme sem fazer modificações na história. Você lê a HQ e se imagina numa sala de cinema assistindo a história, muito bem contada e desenhada e escrita pelo próprio autor, que infelizmente só consegui encontrar esse trabalho disponível de sua autoria. Tenho que garimpar mais, pois vale a pena. Siegfried retrata uma das lendas da mitologia nórdica, que para a maioria dos brasileiros se resume, infelizmente, à Thor, Odin e Loki, devido aos personagens da Marvel. Talvez haja um aprofundamento com a Saga de Asgard dos Cavaleiros do Zodíaco, onde os protetores de Atena enfrentam cavaleiros que representam a mitologia nórdica, como Thor, Fenrir e o próprio Siegfried. Mas essa mitologia está presente em várias histórias, desde ao filme do Maskara, uma participação nas HQs de Sandman, até no game de God of War. Mas Alex se espelha mais na ópera O Anel de Nibelungos, de Wagner, mais precisamente da primeira parte, e vale lembrar que é uma adaptação com liberdades criativas, com alterações que adaptam bem a bonita e épica ópera. 

Alex inicia a história logo com uma das partes mais dramáticas da trama, onde o casal está fugindo em meio a uma tempestade de gelo, até sucumbirem ao ataque feroz de um poderoso deus. Logo nos é revelado que a mulher é uma deusa que guardava a pepita de ouro, metal que seria a perdição dos seres, algo que nem o poderoso Odin poderia conter. Mas a deusa abandona seu posto ao se entregar ao amor de um mortal, deixando o seu posto, vigiado de longe pelo ambicioso nibelungo Fafnir, que apenas aguardava o melhor momento para surrupiar a pepita. Com ela ele se tornou poderoso, temido, escravizando povos, se transformando em algo diferente, enquanto a guardiã e seu amor tentam fugir da ira de Odin, o que é impossível.

Resultado de imagem para siegfried alex alice

Os nibelungos foram castigados e espalhados pelos quatro cantos do mundo, onde fugiam dá luz do sol, que os transformariam em pedras. Um deles, o ferreiro Mime, que era próximo de Fafnir e forjou o anel com a pepita roubada, encontra a guardiã quase a morte, que lhe entrega o filho, Siegfried, gerado com o mortal que tanto amava. Mime decide cumprir o último desejo dá moça e cria secretamente a criança, juntos dos lobos e longe da civilização. A história te prende realmente quando conhecemos o dia a dia de Mime e o jovem Siegfried. Sempre buscando aventura e uma escapatória ao ambiente privativo em que vive, Siegfried vive às turras com o sempre zangado e mal humorado Mime, que não cansa de negar o pedido do garoto de poder conhecer outros lugares, em especial o mundo dos homens, lugar esse que apenas Fafnir, que absorveu o poder e sabedoria da pepita de ouro sabe onde estão. Para conter o agora dragão Fafnir, e junto com o relutante Mime, parte numa aventura para encontrar o dragão e derrotá-lo para enfim banhar-se no seu sangue e absorvendo o seu saber.

Resultado de imagem para siegfried alex alice

Podemos encontrar nessa história muitas partes que inspiraram obras de sucesso, como O Senhor dos anéis. Siegfried faz a típica jornada do herói, enfrenta inimigos que nem Odin pode enfrentar, e outros personagens fazem parte dessa narrativa, como uma das Valquírias, amazonas que seguem as ordens de. Odin, mas uma delas custa a acreditar que um reles mortal cheio de problemas teria capacidade de derrotar o temido dragão. Ela o desobedece e acompanha de longe Siegfried, sabendo de sua história é seu destino. Já Odin havia se distanciado do mundo, que estava bem diferente do que era anteriormente. Numa terra dominada por gigantes, num submundo tendo um dragão como oponente, Odin demonstra arrependimento e deixa o destino seguir seu caminho, nem que sua esperança fique nas mãos de um jovem mortal. E nós vamos aprendendo com Siegfried, em companhia do nibelungo Mime, ferreiro cheio de reclamações e que também busca uma redenção pelos seus erros do passado, seja por ter conseguido extrair o poder do ouro ou ter mentido à Siegfried, dizendo que foi abandonado e escondido toda a verdade sobre seus pais. De longe Mime é o personagem mais interessante, onde demonstra covardia, bondade e maldade à todo o momento, onde sua natureza sempre o impele a agir a contragosto.

Por fim, fica a arte de Alex, com cores lindas, desenhos bem feitos, cenários impressionantes. Realmente é necessário ler mais obras desse artista. Um curta metragem lançado para o lançamento dessa história apenas deixa água na boca, para ler Siegfried, ou assistir um longa-metragem, mesmo que fosse animado. Aliás, acredito que a animação seja o mais indicado. Nunca o Ragnarok foi tão bonito de se ver. O legal é que conseguimos ter uma noção do que era imaginado para uma parte das ópera de Wagner, conhecemos mais da mitologia nórdica, mesmo que com adaptações, e percebemos que não é necessário incluir Thor é seu irmão Loki para termos uma ótima história com Odin. Não deixe de ler.