quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

RAY DONOVAN


Foram as boas avaliações em sites como IMDB e Filmow que me fizeram se interessar pela série, além de ver nomes como o do ator John Voith no elenco e sendo indicado à prêmios. Por curiosidade, aproveitei a inclusão da série no catálogo da Netflix e decidi assistir o primeiro capítulo. Infelizmente não há espaço para sinopses extensas no serviço de streaming, é o que estava escrito era diluído demais, e confesso que não assistiria se dependesse disso. Felizmente assisti e logo me senti envolvido com a vida conturbada do protagonista, e logicamente, de seu pai, interpretado por John Voith, carismático ao extremo, e esbanjando charme roubando as cenas. A história se passa em Los Angeles, em meio à casarões e artistas ricaços que só aprontam e não conseguem se livrar dos problemas sozinhos, e para isso chamando Ray Donovan. A série gira em torno de Ray, seu trabalho com as estrelas, e os problemas familiares, com um pai que acaba de sair daqui prisão após vinte anos de cárcere.

Resultado de imagem para ray donovan

Ray (Liev Schreiber, o Dentes de Sabre do primeiro filme solo do Wolverine) é o cara que consegue resolver os problemas das estrelas, que são muitas, desde cuidar de vazamentos de vídeos íntimos, até suavizar escândalos de cantores com contratos milionários que acordam numa cama de hotel com uma garota de programa morta ao seu lado. Trabalha para o escritório de advocacia Goldman & Drexler, com uma equipe que faz diversos tipos de serviço, que abrange rolos jurídicos, serviços de investigação, coação, subornos, acordos e muitas outras complicações. Os donos Ezra Goldman, que está se tornando senil, e o agitado Lee Drexler depositam em Ray todos os procedimentos ilegais e mutretas feitas pela empresa, que se tornou forte no mercado e deu a Ray um caráter de lenda entre os famosos. Ele direciona essas ações com a ajuda do brutamontes Avi e a assistente Lena. Em um dos casos Ray tem que investigar uma cantora amante do produtor Stu Feldman, que acredita estar sendo "traído, no entanto a jovem cantora quer ter um caso com Ray, e consegue. Já em outro serviço Ray tenta tirar um ator de uma enrascada após ele ser chantageado por um travesti com quem teve relações sexuais, colocando em risco uma produção cinematográfica onde é enaltecido seu lado heterossexual. 

Mas mesmo sua carreira ser cheia de problemas para resolver, é na sua família que ele encontra os maiores desafios. Sua mulher está se cansando da vida que o marido tem, do lugar onde vivem, dos casos que ela acredita que o marido tenha. Já a filha está cada dia mais amiga do vizinho rapper que usa drogas e ouve o som nas alturas. Conor, o filho mais novo, está se encontrando e analisando a vida que o pai leva, e seguindo os maus exemplos que o rodeiam, que se intensificam quando conhece o avô, que seu pai odeia e proíbe contato. Na verdade, a relação de Ray com seu pai é o motor da série, que aos poucos vai explicando o motivo de tanto ódio, e o que ocorreu entre os dois no passado. Mickey (Voith) é o depravado pai de Ray, que começa a atormentar os sócios do escritório de advocacia em que Ray trabalha e que ajudou filho a prendê-lo. Mas Mickey saiu da prisão antes do previsto, fazendo acordo com o FBI, entregando figurões da máfia e prometendo entregar toda a equipe da advocacia Goldman & Drexler, incluindo seu filho.

Resultado de imagem para ray donovan SCENES

Ver Mickey interagindo com os demais é impressionante, sendo a atuação de Voith reconhecida com premiações. Os irmãos de Ray sentem falta do pai e o recebem de bom grado, indo contra sua vontade. Bunchy é o irmão que necessita de mais atenção. Quando criança foi abusado sexualmente por um padre, que lhe traumatizou é o tornou "anorexo sexual" e alcoólatra, transformando uma carreira com futuro no boxe fracassar, o obrigando a fazer parte de reuniões de apoio e clínicas de reabilitação. Essa melhora pode ir por água abaixo quando o pai vai morar com eles na academia de boxe que o irmão mais velho, Terry (Eddie Marsan) administra. Ele também atua como sparring dos lutadores, mesmo tendo Mal de Parkinson. Sempre calado, aparenta ter um temperamento instável e dificuldades de se relacionar, diferente de seu irmão Bunchy que age como um adolescente.

Ray tenta cuidar dos irmãos como pode e até manter seus filhos e mulher distantes desse mundo das academia, mas a vinda do pai acaba por completo seus planos. Mickey se aproxima dos netos e cada vez mais se torna mais íntimo da família, trazendo para dentro das casa de Ray sua vida conturbada e perigosa. Nos outros somos frios em nossas ações e em nossas maneiras de pensar, ou na maioria das vezes tentamos ser, mas na família as consequências são mais complicadas e não há como fugir ou fingir que o problema não está acontecendo, e podemos transparecer algo externamente, que por dentro vai consumindo até extravasarmos o que estamos sentindo. Talvez seja essa a principal lição que se toma ao assistir Donovan, que já está na quarta temporada. Além do submundo dos famosos, das investigações e jogo de gato e rato entre os personagens (que contam com James Woods entre muitos que entram nessa guerra entre pai e filho), a série te faz se identificar e torcer para os personagens, e muitas vezes te faz trocar de lado. Será que Voith utilizou um pouco de sua experiência ruim como pai de Angelina Jolie? Vale a pena assistir.

Resultado de imagem para FAMILY DONOVAN SERIE