segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

ROGUE ONE

Resultado de imagem para star wars rogue ONE

Primeiramente um obrigado a Disney. Rogue One conseguiu ser ainda melhor que o Despertar da Força. Enquanto o filme de Star Wars de 2015 trazia velhos amigos que não víamos há muito tempo, Rogue One nos leva ao momento em que conhecemos esses mesmos amigos pela primeira vez e até antes, conseguindo reviver algo que ainda estava dormente, e desta vez voltamos a ser crianças. Mesmo o filme não tendo várias obrigatoriedades que os filmes de Star Wars possuem, como a trilha sonora clássica de John Williams o icônico letreiro explicativo inicial, não dá para negar que o filme tem a mais pura essência desse universo. O que temos são músicas novas e versões bonitas das trilhas que conhecemos, tudo para não confundir os fãs de que a história é paralela, não faz parte da trama principal e familiar dos Skywalker. Mas convenhamos que isso é desnecessário. Esse filme é feito para os fãs, e ninguém que ame Star Wars se confundiria, pois fã que é fã assiste aos filmes nas ordens IV, V, VI, I, II, III e VII, não gosta muito da trilogia dos anos 2000, considerar o Império Contra-Ataca o melhor filme e odeia o personagem Jar Jar Binks. Para quem gosta de Star Wars, o novo filme será um ótimo atrativo, mas para quem é fã, Rogue One será emocionante.

Em 1977 em Star Wars (ou Guerra nas Estrelas como chamávamos) na primeira introdução temos a informação de que a Guerra Civil está em andamento e que partindo de uma base secreta, as naves rebeldes conseguem sua primeira vitória contra o Império. E ainda destaca que espiões rebeldes conseguiram roubar os planos secretos de uma poderosa arma do Império: A Estrela da Morte, capaz de aniquilar planetas inteiros. Esses planos são enviados à princesa Leia que estava a caminho do esconderijo dos rebeldes para entregar o plano, que consistia no projeto da Estrela da Morte e uma fraqueza, um ponto fraco que poderia ser atingido e numa reação em cadeia destruir toda a Estrela. Mas todos sabemos que antes dela ser capturada por Vader e as tropas imperiais, ela esconde os planos no droid R2D2 que junto com outro droid, o C3PO, são enviados a Tatoine em busca da ajuda do velho jedi Obi Wan e encontram o herói da saga, Luke Skywalker. Toda a missão dos espiões rebeldes para roubar os planos da arma imperial foram resumidos em duas estrofes na introdução, nada mais.

Resultado de imagem para ESTRELA DA MORTE

Mas como os planos foram roubados? Quem fazia parte dessa missão? Como ocorreu essa primeira derrota do império ao qual é relatada na introdução? Nesse novo filme essas duas estrofes se transformam num belo filme de mais de duas horas de duração. Uma ótima ideia, te situar momentos antes do primeiro filme e te ambientar completamente no universo distante de Star Wars de uma maneira que você não quer voltar. Você faz parte do grupo Rogue One, que nos trará todas as respostas para as perguntas que envolvem essa missão. Cabe ao rebelde Capitão Cassian Andor levar a jovem Jyn Erso à presença do rebelde extremista Saw Gerrera. Devido a um passado efetivo entre os dois, ela seria a única que o já ensandecido poderia receber. Primeiro ele teria que libertá-la, uma vez que ela estava presa pelo império.  Segundo eles teriam que ser recebidos pelos extremistas de Saw antes que o império os encontre, para enfim encontrar um piloto renegado do império que trazia uma mensagem do pai de Jyn e construtor da Estrela da Morte, Galen Erso.

Outros personagens se juntam a trupe, como a dupla que já nasceu clássica: o cego Chirrut Imwe, um seguidor da força e treinado no combate jedi, e seu fiel amigo Baze Malbus, acompanhado de armamento pesado e compartilhando com seu amigo um ódio do império. Juntamente com o piloto renegado Bhodi Rock e o droid do império reprogramado K-2SO, formam uma equipe enxuta mas carismática, com razoes conflitantes para estarem ali, mas unidos por um ideal. Já o vilão da vez é o Diretor Orson Krenic, oficial responsável pela construção da Estrela da Morte e que ambiciona um posto mais alto no império.

Resultado de imagem para star wars rogue ONE

Para mim é o filme de Star Wars que mais é direcionado à guerra que a franquia tem no nome. Além de mostrar bem o poderio que a Estrela da Morte possui e os detalhes de como foi criada, e os conflitos internos que o império possui. Desde o marketing feito com o Coringa para o filme do Esquadrão Suicida fiquei com um pé atrás com a participação de Vader no filme. Realmente aparece pouco, mas sua última cena é simplesmente sensacional. As imagens de alguns personagens em CGI, como o caso de Tarkin, interpretado por Peter Cushing, falecido em 1994, soam artificiais, mas não causam problemas. O único problema que pode ser encontrado, são para pessoas que vão ao cinema ver um filme de Star Wars pela primeira vez, assistindo Rogue One. Elas não irão entender o sentido do filme e sua importância com a história, nem a emoção que ele possa gerar nos fãs ou a ligação com o filme que eles desconhecem. Caso queiram ir no cinema com alguém que não está habituado com os personagens de George Lucas, faça como eu, assista novamente todos os demais filmes com a pessoa que te acompanhará, e se for fã bem chato (o normal) não esqueça de colocar na ordem que devem ser vistos, com o episódio IV primeiro, é claro.

Resultado de imagem para ROGUE ONE