quarta-feira, 26 de outubro de 2016

HIGHLANDER - O GUERREIRO IMORTAL

Resultado de imagem para highlander

O filme Highlander de 1986 tem tudo o que um nerd gosta. Luta de espadas, era medieval ligada com os tempos modernos, parte da trilha sonora composta por uma banda famosa. O Queen arrasou nas composições, criando verdadeiros sucessos inspirados na história do filme e de uma versão inicial que eles assistiram para criar as canções, em especial o guitarrista Brian May. O diretor Russell Mulcahy, acostumado a trabalhar com orçamentos apertados, realizou o melhor trabalho de sua vida. Hoje o filme pode aparentar ter falhas após vários anos de avanço tecnológico utilizados nos filmes, mas sem dúvida terá sempre seus fãs protegendo sua importância no mundo nerd.

Connor McCloud é um jovem guerreiro escocês por volta do ano de 1500, que vai à sua primeira batalha e de cara enfrenta Kurgan, um temido guerreiro que o acerta fatalmente com sua espada e tenta decapita-lo, mas é impedido por outros combatentes. Levado de volta à vila, McCloud não tem escapatória e acaba morrendo, apenas para depois acordar sem ferimentos. Não entendendo o que ocorreu, sua comunidade acredita que ele é um feiticeiro e o expulsa violentamente. Ele então se refugia nas regiões montanhosas de Highlands (daí o nome do filme), e acaba conhecendo Heather e se apaixonando por ela, vivendo os dois sozinhos e em paz. Eis que surge um cavaleiro chamado Juan Sanchez Villa-Lobos Ramirez, que estava á sua procura e explica o grande mistério sobre a ressurreição de McCloud (não sem antes criar mais dúvidas na mente do jovem e dos nerds): ele era um imortal, participante de um jogo onde apenas um poderia sobreviver e receber um misterioso prêmio. E Kurgan é um deles, explicando o motivo de ele querer decepar sua cabeça no campo de batalha, uma vez que essa é a única maneira de matar um imortal.

Resultado de imagem para highlander

Mas esse jogo tem várias regras e Ramirez vai explicando cada uma enquanto treina McCloud, para que ele se proteja quando um oponente tente arrancar sua cabeça. Ramirez tinha mais de dois mil anos e revela que um imortal só é despertado se morrer de forma violenta, o que ocorreu com ele no antigo Egito, vivendo esses dois milênios se aprimorando e servindo vários reis e faraós. Para ele o misterioso prêmio poderia dar poderes para dominar o mundo, mas tudo são suposições, pois acredito que ele só saiba essas coisas por intermédio de um tutor no passado, que o ajudou e treino da mesma forma que ele com seu novo pupilo. Mas se ele era também imortal, porque não mata McCloud? O motivo tem um nome: Kurgan, pois quando um imortal mata outro, todas as suas habilidades e conhecimentos são absorvidos pelo vencedor, o que o deixa mais forte, e Ramirez percebe que precisaria de ajuda para combatê-lo, uma vez que Kurgan já havia absorvido muito, e era um mal que poderia dar um destino cruel ao "prêmio". Ele ainda explica que cada combate tem que ser justo, onde nenhum combatente podia ser pego desprevenido, uma vez que eles sentiam a presença do outro quando se aproximavam. No momento em que o jogo estiver para ser concluído, eles seriam instintivamente guiados até um terra distante para que enfim o jogo tenha apenas um vencedor.

Resultado de imagem para highlander o guerreiro imortal

O filme se passa em duas épocas, no século XVI, e em 1986, quando o filme é lançado. Umas das coisas que me chamaram a atenção são os figurinos: Kurgan veste uma amedrontadora armadura com caveiras e nos dias atuais é um verdadeiro punk nas ruas de Nova York, o local distante em que os imortais seriam direcionados. O ator Clancy Brown é um grandalhão que tem mais força bruta que perícia e sua atuação caiu como uma luva nesse personagem. Já Connor McCloude protegido por um bonito e icônico traje escocês, com peles e as cores da bandeira de sua região, parece fazer parte da paisagem nos campos da Escócia, sendo que o ator Christopher Lambert utiliza uma calça jeans e um sobretudo, que se tornaram símbolo do personagem nos dias atuais e foi até utilizado na animação nos anos 90. Mas ninguém ganha do meu personagem preferido, o Ramirez. Com sue elegante e espalhafatoso traje de gala, enfeitado com penas de pavão e enorme chapéu de aba larga, Sean Connery esbanja carisma e rouba as cenas como tutor de McCloud, e pensar que sua participação foi gravada em apenas uma semana devido a agenda apertada do ator. Ele acabou perdendo uma aposta  com os produtores que diziam que iria dar tempo.

Mas a mensagem mais profunda do filme e a maior lição que Ramirez poderia passar para McCloud só poderia ser aprendida pelo jovem cavaleiro por conta própria. E Brian May entendeu a mensagem, compondo a música tema do filme Who wants to live foraver, que fez um baita sucesso, e deu som ao maior sofrimento de um imortal, que é ver o amor de sua vida envelhecer e morrer sem que fisionomia mude um minuto sequer. Uma das cenas mais bonitas do filme é ver Heather envelhecendo ao lado de McCloud e ele sempre ao lado dela. Um imortal não pode ter filhos, o que atrapalha ainda mais (ou ajuda). Com certeza Ramirez já havia passado por isso, pois tentou alerta-lo, mas sabia que ele precisava sentir na pele esse sentimento. Dois mil anos lhe deram muita experiência, não é? E McCloud até tenta outro relacionamento com a legista Brenda (Roxane Hart), que chega até ele após investigar um corpo decapitado.  Outra música do Queen que fez sucesso no filme foi A kind of Magic, e olha que a banda era a segunda opção. A banda Marillion desistiu devido a uma turnê, ainda bem!

Resultado de imagem para highlander o guerreiro imortal

A frase tantas vezes dita no filme "Só pode haver um" é tão emblemática que parece profética. As continuações confirmaram a verdade dessa frase é poderiam ter sido evitados, pois só geraram controvérsias e explicações infundadas. As perguntas que o filme gerou seguem no mistério, uma vez que as explicações dadas nos filmes posteriores podem muito bem ser desconsideradas. De onde vieram os imortais? Quem ou o que propôs o jogo? O que realmente é o prêmio? As respostas para essas perguntas não ficam claras, talvez apenas o prêmio possa ter uma explicação nesse próprio filme, e são dois para ser mais exato. Segundo alguns sites que pesquisei o vencedor recebeu o poder de conseguir ler pensamentos mesmo a distancia, podendo ajudar no crescimento da humanidade auxiliando grandes líderes mundiais. Mas convenhamos que o outro prêmio fosse mais importante para McCloud, depois de tantos anos sozinhos, ele enfim recebe o que almejava: se torna mortal e a capacidade de gerar filhos. Não importa o poder que ele poderia possuir ou as coisas materiais que ele poderia conquistar, ter uma família ou alguém para viver junto até o fim de sua vida é o grande prêmio que um homem poderia alcançar. Acredito que Ramirez já sabia disso e talvez tenha sido essa a lição que os sábios antigos queriam demonstrar no jogo proposto em que Kurgan nunca iria entender. Mas infelizmente os filmes posteriores estragaram essa analise final. Mas afinal, só pode haver um.