domingo, 4 de setembro de 2016

QUAL O MELHOR CORINGA?

Resultado de imagem para coringa hq

O Coringa nunca foi o mesmo personagem nas HQs. Nem o Batman e nem o Superman. São personagens fortes e adaptáveis, muito queridos pelo público, que vão mudando de mão e mão, algumas boas, outras bem ruins. Dependendo do enfoque da história, da arte do desenhista e até das ideias que a editora tem no momento, o Coringa passa por mudanças físicas, comete atos escabrosos ou é apenas engraçado, destilando humor negro nas páginas da revista. Mas não importa qual escritor está dando seus trejeitos ao palhaço, ele sempre guarda consigo seu carisma e as características imutáveis de louco homicida. Se nos quadrinhos é assim, imagina nas versões para o cinema. Discutir qual o melhor Coringa dos filmes é o mesmo que escolher o melhor Coringa dos quadrinhos. Seria o de Allan Moore de  A piada mortal, ou de Grant Morrison de Asilo Arkham, ou quem sabe o Coringa de Azzarello, ou antigo de Jerry Robinson. Pode ser o Coringa do desenho animado, que também teve várias versões, e até dos games. Abaixo há alguns comentários quanto aos quatro Coringas do cinema.

Resultado de imagem para coringa romero

Cesar Romero: Esse Coringa era o mais engraçado, realmente um palhaço, o que não poderia ser diferente no contexto da série, que os mais jovens podem torcer o nariz, mas que eu adorava na infância. Odiava quando o vilão do episódio não era fantasiado e nunca percebi que o Coringa tinha um bigode por baixo da maquiagem, pois ator Cesar Romero se recusou a raspar o bigodinho e a maquiagem tentava disfarçar um pouco. Um Coringa para a época, com planos mirabolantes e condizentes com a dupla de heróis, uma vez que não é amedrontador e não demonstra ser o maníaco homicida dos HQs. Digamos que seja um Coringa de um mundo paralelo. Sua roupa é parecida e não lembro sua origem ter sido explicada na série do Batman. Tinha um carro engraçado também, aparelho de dar choque na mão, como nos gibis. Mas para por aí. Não era tão mal, mas bem que o Netflix poderia passar por um tempo os episódios dessa série da década de 60 só para matar a saudade.

Resultado de imagem para coringa nicholson

Jack Nicholson: Para os fãs do ator não tem conversa, esse é o melhor palhaço do crime. O filme Batman de 1989 chegou aos cinemas bem depois do lançamento de O Cavaleiro das Trevas de Frank Miller e de A piada mortal de Moore, dando ao Batman seu antigo ar soturno que havia perdido nas décadas passadas devido a série dos anos 60 e ao Cômic Code, que podava as tramas dos HQs, para que fossem mais infantis. Tim Burton foi o diretor escolhido, devido ao clima sombrio de seus filmes anteriores, trazendo Michael Keaton para o papel principal. Mas foi Jack Nicholson que brilhou, roubando todas as cenas. O Coringa teve sorte na escolha dos atores para interpretá-lo nos cinemas. Nicholson já tem uma cara de louco, seu Jack Torrence de O Iluminado é inesquecível, e sua atuação em Batman foi memorável. Sua origem no filme é parecida com a contada na HQ A Piada Mortal,  a química do tonel em que ele caiu alterou a cor do seu rosto e cabelo, e lhe deu o sorriso característico. Suas roupas, piadas, aparelhos de choque (dessa vez chega a torrar suas vítimas) e até ataque com ácidos e gases venenosos são boas lembranças dos HQs. Mas diferencia um pouco nos objetivos, onde ele faz parte de um triângulo amoroso e fica obcecado pela jornalista Vick Vale. Antes de se tornar o maior inimigo do homem morcego, ele era o gangster Jack Napier, autor dos assassinatos dos pais de Wayne, fatos que ocorreram apenas nesse filme. Durante anos parecia que Jack Nichonlson nunca seria batido como a encarnação final do palhaço, mas aí fomos surpreendidos.

Resultado de imagem para coringa ledger

Helth Ledger: Em Batman Bagins de 2005, o herói reinou absoluto, diferente do filme de 1989 em que ele teve que dividir a atenção com o Coringa. Na continuação de 2008, Batman: O cavaleiro das trevas, a origem do morcego já havia sido contada e dessa vez havia tempo para o Coringa ter todo seu potencial psicológico trabalhado, ainda mais quando sua origem seguiu um caminho parecido com os quadrinhos, onde nem mesmo o Coringa sabe ao certo como se tornou esse maníaco adorado pelo público. E o ator Helth Ledger consegue novamente o feito de Nicholson, deu ao Batman um status de coadjuvante em seu próprio filme, todos estavam ali para vê-lo, num desempenho fenomenal, digno do Oscar recebido postumamente. Há quem diga que sua morte ocorreu devido a ele ter se aprofundado muito no papel. Pode ser exagero, mas que ficou difícil ligar esse Coringa aos demais personagens interpretados por Ledger em outros filmes, ficou. Pela primeira vez o perfil psicológico foi tratado com afinco, ligando herói e vilão em toda a sua complexidade ideológica, no que podemos afirmar se tratar da maior rivalidade do mundo dos quadrinhos. Coringa não existe sem Batman e Batmam não existe sem Coringa, tanto que esse foi um dos temas abordados pela obra de Frank Miller e Alan Moore. Mas se o Coringa de Ledger é o mais parecido psicologicamente com o personagem dos quadrinhos, fisicamente tem alguns poréns. Visando dar uma versão mais realista aos filmes do morcegão, o diretor Christopher Nolan deu ao vilão uma aparência mais amedrontadora, onde o cabelo verde e rosto esbranquiçado são frutos de maquiagem e não de um acidente químico permanente, já os lábios são cortados, onde a cicatriz lhe dá um semblante risonho e de dar medo. Como o Coringa anterior, ele mata sem pensar, utilizando explosivos, todo o tipo de arma e sua inteligência, deixando um rastro de morte e medo por onde passa. Se fosse fazer uma pesquisa, de longe seria o Coringa mais lembrado e mais querido pelos fãs.

Resultado de imagem para coringa leto

Jared Leto: Muito pouco pode ser dito desse Coringa, devido ao seu pouco tempo de cena. Seria melhor vê-lo estrelar ao lado de Batman em seu filme solo para poder dizer com segurança o seu potencial. Mas devido ao grande marketing que a Warner fez em cima de sua figura para o filme do Esquadrão suicida, muitas pessoas ficaram frustradas ao ver sua participação no filme. Ele volta a ser um tipo de gangster, com o visual mais moderno e cheio de tatuagens, e de longe é o menos parecido com o vilão clássico que conhecemos. Tem muitas diferenças mesmo, mas em todo caso não entendo aqueles que atacam pedra nesse Coringa. Seria mais justo ele ter a chance que os demais tiveram para realmente ter uma crítica formada. Ele apareceu num filme cheio de vilões e como uma participação especial, mais para dar um empurrão na importância da Harlequina para a trama (e para a Warner), mas o ator Jared Leto tem talento para dar ao Coringa o seu velho status de ladrão de cenas, basta esperar e ter fé.

De resto, todas as versões tiveram características do Coringa dos quadrinhos, alguns mais outros menos, mas também tiveram suas próprias particularidades diferentes dos demais, uma vez que se é para fazer algo totalmente parecido com os HQs nãos seria mais fácil e melhor ler? Uma coisa é certa, não importa o artista que desenhe, escreva, duble (Mark Hamill, o eterno Luke Skywalker, é o grande dublador do Coringa nas animações) ou atue, o Coringa sempre terá um espaço garantido na mente do público como o maior vilão das histórias em quadrinhos.

Resultado de imagem para coringa quadrinhos