sexta-feira, 20 de maio de 2016

DEATH NOTE

Resultado de imagem para death note

Death Note é um daqueles animes que te fisgam no primeiro episódio e te faz querer assistir um episódio atrás do outro. O mangá em que o anime é baseado foi escrito por Tsugumi Ohba e desenho pelo talentoso Takeshi Obata e retrata o mundo real e o mundo dos Shinigamis. Na mitologia japonesa, um Shinigami é uma entidade que representa a morte, sem uma forma definida (como a caveira vestida com manto e capuz, empunhando uma foice), e em Death Note os Shinigames são seres alados, capaz de saber o nome dos mortais apenas olhando para eles e donos de um Caderno da Morte (Death Note), onde escrevem o nome de suas vítimas e a maneira que elas devem morrer, ocorrendo em até um minuto. Caso a forma de morrer não for escrita, um ataque cardíaco ocorrerá automaticamente.

Cansado da monotonia, o Shinigami Ryuk deixa seu Death Note cair no mundo dos mortais e o mesmo é encontrado pelo aluno Light Yagami, nada mais do que o estudante mais brilhante do Japão, que desconfia do caderno e suas instruções de uso, mas testa sua veracidade com alguns bandidos conhecidos. Basta visualizar mentalmente a pessoa, escrever seu nome e pronto, confirmado os poderes do caderno, lhe dando a ideia de limpar o mundo do mal, eliminando os criminosos. Ryuk começa a acompanhar Light Yagami, que começa a se ver como um Deus, onde sua escolha determina quem vive e quem morre. Parece ser impossível de ser descoberto. Logicamente a polícia estranha tantas mortes e começa a investigar. A população começa a idolatrar esse assassino misterioso, mesmo sem saber seus métodos de extermínio, o denominado Kira (assassino).


Eis que a investigação cai na mão do ainda mais misterioso L, tido como um dos maiores detetives do mundo, com vários sucessos em seu campo de atuação, desvendando crimes que pareciam insolúveis. Ninguém conhece sua identidade, impossibilitando “Kira” de escrever seu nome no caderno. Com uma jogada de mestre, L consegue filtrar, por meios dedutíveis, a região e o grupo de pessoas em que o assassino está, filtrando informações após uma morte induzida e planejado por ele. Num jogo de gato e rato, onde Kira tem que se desvencilhar das armadilhas colocadas por L e pela polícia, enquanto o próprio L tem que manter seu verdadeiro nome escondido das investidas investigativas do assassino.


Nunca um anime tinha focado esse intricado jogo de inteligência. Enquanto o personagem de Kira vai demonstrando ser esnobe e acima de todos, temos um cativante L, com seus olhos penetrantes, se diferenciando dos demais para que suas ações não sejam previsíveis. Nesse embate, as figuras dos Shinigamis se tornam secundárias, apenas um motivo para que exista o Death Note. Ryuk, com uma obsessão por maçãs, é muitas vezes o alivio cômico do desenho. O legal desse anime são os planos arquitetados pelos rivais, que veem um no outro um oponente de respeito enquanto correm contra o tempo caçado e cobrindo rastros.

O mangá foi escrito em 2003 e além do anime já foi feita uma série live action, além de possuir planos para ser levada aos cinemas ou ao NetflixMas o sucesso que o mangá e o anime tiveram já foram motivo para conquistar uma legião de fãs que sempre se lembram de Death Note como um anime muito bem elaborado.