quarta-feira, 6 de abril de 2016

BATMAN X SUPERMAN: A ORIGEM DA JUSTIÇA


Muito já foi falado sobre esse filme e sobre as escolhas do elenco, roteiro, efeitos, etc. Bem antes de assumir o manto do Homem Morcego, a escalação Ben Affleck foi criticada devido ao seu passado como interprete de um certo Homem Sem Medo num filme ruim. Mas após assistir ao filme Batman versos Superman: A origem da justiça eu vejo que a produção pode ter errado algumas escolhas no filme, menos nessa escalação. Logicamente a segunda chance de Affleck será comparada a segunda chance de Ryan Reynolds como Deadpool, que foi fora do normal. Mas convenhamos que nos ombros de Affleck tinha mais peso que o de Ryan Reynolds, e ele foi um bom Bruce Wayne.

A história começa onde o filme do Homem de Aço terminou, com a cidade de Metrópoles sendo destruída pela luta do Superman e Zod. Impossível não ter tido mortes com tantos prédios caindo, um deles pertencentes a Wayne Tech. Em meio a todos o caos, Bruce Wayne tenta salvar algumas vidas, mas isso estava além dos poderes de um simples mortal. Essa impotência do ser humano perante aos novos seres que surgem causa um efeito devastador em Wayne, que há vinte anos atua como o vigilante de Gotham. Dá para perceber que algo aconteceu em sua vida e que mudou drasticamente sua forma de pensar, e derrotar o Filho de Kripton seria um meio de mostrar à humanidade que ainda poderiam vencer esses seres sendo apenas um homem.


Devido a alguns acidentes e mortes causadas pelas ações do Superman para salvar sua amada Lois Lane numa zona de guerra, a população mundial se divide entre os favoráveis às ações de Superman, o considerando como um protetor messiânico, um deus entre mortais, e do outro lado os que são contra a ter na Terra um homem com poder de destruir a humanidade e que pode errar como qualquer outro, lado em que Batman encontra um apoio popular. No meio dos dois está Lex Luthor, jovem herdeiro de um império tecnológico, que descobriu um mineral proveniente da nave que trouxe Superman para a Terra: a Kriptonita. Não demora para o ambicioso Luthor compactuar com o governo, conseguindo livre acesso à nave e ao corpo de Zod.


Enquanto Wayne está mais velho, Luthor aqui é retratado mais novo, jovial (sendo comparado ao Mark Zuckerberg de A Rede Social) o que pode desagradar alguns, mas que dá um diferencial atrativo ao vilão, que pode ser mais bem trabalhado em filmes futuros, juntamente com a Lois Lane de Amy Adams. As abordagens diferenciadas dos personagens se devem ao fato da produção pisar em ovos com tantos personagens icônicos já muito bem interpretados no passado (Christian Bale é o melhor Batman, Christopher Reeve sempre será o Superman, o Lex Luthor de Gene Hackman não seria diferente). Até o Alfred deu uma rejuvenescida com o ator Jeremy Irons, muito mais sério.

Outra responsabilidade do filme é introduzir a Liga da Justiça no universo cinematográfico, e aí que entra uma coisa boa do filme, a participação de Gal Galdot como a Mulher Maravilha. A heroína fica em nossa cabeça, nos fazendo querer acompanhar sua história solo em um próximo filme da Amazona. Os sonhos que Bruce Wayne tem durante a trama chama a atenção pelos elementos escondidos, que para um bom nerd foram desvendados na hora (Batman em Apokolipse, o planeta de Darkseid, sendo atacado por um exercito do Superman e os Paradamons) e a grata aparição do Flash vindo do futuro, alertando Wayne de um perigo que irão correr, foi demais.


O filme não é como a trilogia de Christopher Nolan (que são superiores), mas abordar o tema proposto com base nessa trilogia pareceria incomum. A luta entre os heróis poderia ter durado mais, e a introdução de Apocalypse foi desnecessária, mas o filme prestou um bom trabalho, mesmo com alguns furos no roteiro (a direção de Zack Snyder não é um bom sinal). Algumas pontas soltas serão trabalhadas nos próximos filmes (roupa do Robin pichada pelo Coringa, passado da Mulher Maravilha, a aparição de Flash e os demais membros da Liga, Lex e sua união com os Novos Deuses). Que venha o maior grupo de heróis da DC e os perigos de Darkseid.