sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

THE BIG BANG THEORY


Há algum tempo a cultura nerd está dominando o cinema, os livros e as séries. São garantia de sucesso e bilheteria e o perfil nerd de garoto antissocial, de óculos e cheio de espinhas ficou para trás. Filmes inspirados em quadrinhos, livros de fantasia, e séries de ficção não existiriam se os nerds não tivessem colocado em prática sua criatividade e deixado aquele arquétipo tímido para trás. Há quem diga que o sitcom The Big Bang Theory denigre a imagem dos nerds e acabam voltando à velha imagem que tinham na década de 80 ou 90. Na verdade é totalmente o contrário, pois a nação nerd já ultrapassou essa necessidade de se autoafirmar e agora conseguem dar risada desse passado. Tanto que muitas das piadas do seriado são entendidas pelo público nerd.

Criada por Chuck Lorry (que têm em seu currículo outra série de sucesso – Two and a Half Man) e Bill Prady, The Big Bang Theory, ou TBBT, discorre sobre a relação de dois jovens físicos, Sheldon e Leonard, que dividem um apartamento em Pasadena, na Califórnia, quando o apartamento no mesmo andar é alugado por Penny, uma garçonete com sonhos de ser atriz. Até aí tudo bem, mas a personalidade dos físicos, extremamente nerds, fará com que a relação com a nova vizinha gere situações bizarras.


Não demora muito para que o inseguro Leonard se apaixone por Penny, mas a diferença nos hábitos dos dois é evidentemente contrastante. Penny não teve um ensino escolar “exemplar”, mas sempre foi popular e extrovertida, totalmente diferente dos vizinhos. A relação dos dois é absurda, mas ao mesmo tempo nós torcemos para o romance dar certo O maior problema é quando o companheiro de apartamento de Leonard entra nessa relação. O exageradamente nerd Sheldon Cooper é a grande atração no programa. Sistemático, exigente, metódico, arrogante, tudo isso elevado a mil. Considera-se uma nova etapa da evolução e possui a Síndrome de Asperger, gerando problemas de personalidade como falta de inteiração pessoal, falta de compreensão de problemas e sentimentos alheios, não entendendo sarcasmo e proferindo ofensas sem intenção. Sheldon recebeu notificação judicial para manter uma distancia de Bill Gates e outra personalidades devido à problemas no passado (reclamação insistente sobre o Windows é uma delas).

Alguns episódios memoráveis: quando Sheldon submete os amigos às suas regras, como a sua conduta de aceitação de erros. Quando alguém comete uma falha para com ele, do tipo sentar no seu lugar no sofá ou errar nos itens de sua comida, a pessoa ganha um strike. Quando chega aos três strikes, a pessoa fica fora de seu convívio até fazer um curso, ministrado por ele mesmo, sobre convivência. A forma como bate na porta da vizinha e sua aversão pela desorganização de Penny causam bons momentos na série.


A trama se fecha com os outros dois amigos nerds da dupla. Howard, que mora com a mãe  e ainda é tratado como criança, se acha um galã e sempre tenta dar em cima das mulheres, mas não tem muito sucesso. Penny já alertou outras garotas para evitar ficar sozinha no mesmo lugar com ele. Raj, o indiano que não consegue falar com as garotas, é o melhor amigo de Howard e seu sotaque e costumes indianos são hilários. Ele só consegue conversar com Penny quando está bêbado.

Nas temporadas seguintes somos apresentados à histérica Bernadette, e à neurocientista Amy (interpretada por Mayim Bialik - A Blossom) que terá a dura tarefa de ser o par romântico de SheldonStan Lee e Stephen Hawking já fizeram pequenas participações na série, que não tem um episódio que não tire risadas de quem está assistindo. Bazinga!